• Español
  • Português
Follow DNDi on Twitter
Home / Doenças Negligenciadas / Filarioses

Filarioses

As doenças filariais (oncocercose, filariose linfática e loíase), causadas por vermes nematóides filariais, têm uma baixa taxa de mortalidade associada, mas causam doenças crônicas e deficiências ao longo da vida, além de sua altíssima prevalência:

128 milhões para a filariose linfática (LF)
47 milhões para oncocercose


A oncocercose pode ser controlado pela administração em massa de medicamentos (até 15 – 17 anos). Na África, o tratamento efetivo com a droga ivermectina microfilaricidal existe. No entanto, as pessoas que vivem em áreas co-endêmicas de Loa loa podem ser co-infectados e, nestes casos, o tratamento padrão com ivermectina para a prevenção da oncocercose pode resultar em severas reações neurológicas, que podem ser fatais ou debilitantes. A filariose linfática (FL) apresenta um caso semelhante em regiões co-endêmicas de Loa loa.

A DNDi irá focar no desenvolvimento de um macrofilaricida que poderia ser utilizado como alternativa de tratamento preventivo. Além disso, uma droga macrofilaricida vai reduzir o número de ciclos de MDA necessários para o controle da oncocercose e da FL em todas as áreas. Oportunidades de parcerias têm sido encontradas no campo da saúde animal e um candidato novo a medicamento já identificado.

Clique aquí para ler a avaliação completa das necessidades (em inglês).
Termos e Condições | Privacidade | @ 2010 DNDi Todos os direitos reservados