Plataforma Chagas: oficina satélite debate novo ensaio clínico para Chagas

Rio de Janeiro – 5 de agosto de 2019

A Plataforma de Pesquisa Clínica em Doença de Chagas promoveu, em Belo Horizonte (MG), workshop comemorativo de 10 anos, no qual discutiu-se desenho do novo estudo clínico randomizado de fase III para pacientes crônicos. Com o  tema “Convergência e inclusão: em busca de soluções sustentáveis para o diagnóstico, tratamento e controle das doenças tropicais”, a reunião teve a presença de representantes do Instituto Nacional de Infectologia/Fiocruz, Unimontes, USP, CEADES-UMSS, Fundación Cardioinfantil/UNAB, Vice presidência de Pesquisa e Coleções da Fiocruz, ISGlobal, Instituto Oswaldo Cruz/Fiocruz, UFOP, UTEP, DNDi e o Instituto Fatala Chaben. 

Além de debater critérios populacionais e temporais para a condução do estudo, os pesquisadores refletiram sobre os desafios para o desenvolvimento de novos tratamentos para a doença e as possíveis soluções para unir conhecimento científico e cuidado da população afetada.

“Este encontro permitiu mostrar a consolidação e a evolução do conhecimento da comunidade científica em pesquisas clínicas nos últimos 10 anos. Embora ainda esteja em progresso, esta construção nos anima a delinear a fase III de um medicamento tripanocida que nos permita registrar nova alternativa terapêutica para Chagas”, resumiu Sergio Sosa-Estani, diretor do programa clínico para a doença na DNDi.

O Medtrop-Parasito ChagasLeish 2019 reuniu mais de 3 mil pessoas no campus da Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte. A DNDi teve ampla presença no evento. Veja nossas notícias sobre o evento.