Tratamento pediátrico para o HIV será fabricado por menos de um dólar por dia

Genebra, 29 de novembro de 2019

A companhia farmacêutica indiana Cipla acaba de anunciar o compromisso de fixar o preço do Quadrimune, um inovador produto “4 em 1” para tratamento de crianças pequenas portadoras do HIV, abaixo de um dólar por dia. No momento, o Quadrimune está sendo avaliado pela Food and Drug Adminstration (FDA, agência reguladora de alimentos e medicamentos) dos Estados Unidos para uso em crianças com peso entre 3 e 25 quilos.

Essa combinação de quatro antirretrovirais (ARVs) em dose fixa para lactantes e crianças pequenas portadoras do HIV, de sabor agradável e resistente ao calor, foi desenvolvida em parceria pela Cipla e a organização sem fins lucrativos iniciativa Medicamentos para Doenças Negligenciadas (DNDi, na sigla em inglês), com apoio financeiro da Unitaid e de outros doadores. Se receber a aprovação provisória da FDA em 2020, este 4 em 1 melhorará substancialmente o tratamento do HIV em crianças pequenas, substituindo medicamentos mais antigos, com gosto amargo e que necessitam de refrigeração, e regimes de tratamento que a Organização Mundial da Saúde (OMS) não recomenda mais.

“A Cipla está feliz de ter contribuído nos últimos 20 anos para que os antirretrovirais para adultos sejam disponibilizados a preços acessíveis para pacientes de países em desenvolvimento, particularmente na África, e por seu pioneirismo no desenvolvimento de combinações pediátricas de antirretrovirais em dose fixa para crianças”, disse o Dr. Yusuf K. Hamied, presidente da Cipla. “Ao longo dos anos, o tratamento de crianças portadoras do HIV tem sido negligenciado. Para garantir mais rapidez no acesso, principalmente na África subsaariana, ofereceremos às crianças o nosso produto Quadrimune, quando for aprovado, por menos de um dólar por dia.”

“As crianças portadoras do HIV têm sido negligencias há muito tempo, sendo que há anos o tratamento recomendado consiste de um xarope amargo contendo 40% de álcool”, comenta o Dr. Bernard Pécoul, diretor executivo da DNDi. “Muitas vezes, as mães tinham que enterrar o xarope na areia para mantê-lo fresco, já que precisava de refrigeração. O Quadrimune tem sabor agradável, é resistente ao calor e é fácil de usar. Finalmente teremos um tratamento desenvolvido especificamente para lactantes e crianças pequenas, que correm o maior risco de vida se não forem tratadas”.

Estima-se que 1,8 milhão de crianças sejam portadoras do HIV, quase 90% das quais vive na África subsaariana. Destas, apenas 54% teriam acesso ao tratamento para HIV, enquanto mais de 300 crianças morrem todos os dias em decorrência da doença. Opções inapropriadas e inadequadas ajudam a explicar a baixa cobertura do tratamento.

O Quadrimune contém os quatro ARVs recomendados pela OMS – abacavir, lamiduvina, lopinavir e ritonavir – na forma de cápsulas preenchidas com grânulos. Se o medicamento for aprovado, pais e cuidadores poderão ministrá-lo polvilhando os grânulos em alimentos macios, água ou leite das crianças. O 4 em 1 não requer refrigeração e pode ser ministrado facilmente a lactantes e crianças de diferentes idades e pesos.

A Cipla fornecerá o Quadrimune ao preço de custo de 15 dólares por pacote de 120 cápsulas, resultando no preço de 1 dólar por dia (360 dólares por ano) para crianças com peso entre 10 e 13,9 quilos, e de 50 centavos de dólar por dia para crianças menores e lactantes.

“Este regime de tratamento ARV ideal, adaptado às crianças e que atende às recomendações da OMS será um divisor de águas para milhões de lactantes e crianças pequenas”, diz o diretor executivo da Unitaid, Lelio Marmora. “A Unitaid se orgulha de ter apoiado desde o início o desenvolvimento deste novo tratamento 4 em 1, que é seguro e efetivo, adaptado e agradável, fácil de usar e que dispensa refrigeração. Quando for adotada, esta formulação inovadora permitirá enormes avanços no tratamento das crianças mais novas.”

Desde 2013, a OMS recomenda regimes de tratamento para lactantes e crianças pequenas que contenham uma classe de ARVs chamada inibidores de protease, a qual inclui lopinavir/ritonavir (LPV/r). A Cipla e a DNDi trabalharam em estreita colaboração no desenvolvimento do Quadrimune, testando mais de 30 formulações de abacavir, lamiduvina e LPV/r, certificando-se da qualidade do sabor e selecionando uma que atendesse aos requisitos para apresentação aos órgão reguladores.

Esta opção 4 em 1 pode ser a primeira de várias alternativas novas que estão despontando no horizonte para o tratamento de crianças pequenas portadoras do HIV.

Sobre a DNDi

A iniciativa Medicamentos para Doenças Negligenciadas (DNDi, na sigla em inglês) é uma organização sem fins lucrativos de pesquisa e desenvolvimento que trabalha para disponibilizar novos tratamentos para doenças negligenciadas – em especial a leishmaniose, a tripanossomíase humana africana, a doença de Chagas, infecções específicas por filárias e micetoma – e para pacientes negligenciados, em especial os portadores de HIV pediátrico e de hepatite C. Desde sua criação, em 2003, a DNDi e seus parceiros já disponibilizaram oito tratamentos inovadores para melhorar a qualidade de vida e a saúde dos pacientes. www.dndi.org

Contato para imprensa: Ilan Moss, imoss@dndi.org , +1 646 266 5216

Sobre a Unitaid

A Unitaid traz o poder das novas descobertas médicas para as pessoas mais necessitadas, ajudando a abrir caminho para a introdução em larga escala de novos produtos médicos em colaboração com governos e parceiros como a PEPFAR, o Fundo Global e a OMS. Ela investe em novas formas de prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças como HIV/AIDS, hepatite C, tuberculose e malária que sejam mais rápidas, acessíveis e efetivas. Um número cada vez maior de nossos programas aborda mais de uma doença, maximizando a eficiência dos sistemas de saúde. www.unitaid.org

Contato para imprensa: Sarah Mascheroni, mascheronisa@unitaid.who.int, +41 79 728 73 11