Pandemia de COVID-19: Declaração de Dr. Bernard Pécoul, diretor executivo da DNDi

Publicado em 20 de março de 2020

Prezados amigos e colegas,

Espero que estejam bem nestes tempos difíceis e sem precedentes.

Diante da pandemia de COVID-19, a DNDi se compromete a não medir esforços para garantir a saúde, segurança e bem-estar dos nossos pacientes em estudos clínicos, nossos parceiros e nossa equipe. Esta é nossa maior prioridade. Estamos trabalhando para assegurar a continuidade de nossas atividades de pesquisa e desenvolvimento (P&D), evitar interrupções no atendimento das populações negligenciadas a que assistimos e garantir o cumprimento dos nossos compromissos. Também estamos explorando a melhor forma de contribuirmos com a resposta ao COVID-19.

Muitos de nossos parceiros clínicos já estão, ou logo estarão, na linha de frente da resposta ao COVID-19. Gostaria de expressar nossa solidariedade com os colegas nestes tempos preocupantes. Em uma escala global raramente vista, profissionais de saúde de todo o mundo estão se expondo a um risco considerável para tratar as pessoas afetadas e conter esta pandemia, sob circunstâncias seríssimas. Somos imensamente gratos a eles.

E o que podemos fazer para ajudar? Nos últimos 15 anos, a DNDi acumulou uma experiência incomparável na condução de P&D colaborativa no interesse público, do tubo de ensaio ao leito, produzindo oito tratamentos economicamente acessíveis e não patenteados para cinco doenças letais negligenciadas. Consideramos nossa responsabilidade oferecer nossos conhecimentos técnicos a organizações parceiras, abrir bibliotecas de compostos às quais temos acesso para a pesquisa do coronavírus e disponibilizar conhecimentos e recursos onde for possível, seja no desenho de estudos clínicos, em estratégias regulatórias inovadoras ou em abordagens à propriedade intelectual e ao licenciamento que garantam a acessibilidade financeira e equitativa a novos tratamentos, diagnósticos ou vacinas que venham a ser desenvolvidos. Também estamos nos preparando para colaborar com nossas capacidades, incluindo locais para estudos clínicos adequados a padrões mundiais que possivelmente sejam utilizados na fase seguinte de pesquisa, e nossas parcerias científicas com diversos países de baixa e média renda, que estarão no centro dos esforços para se garantir que as soluções desenvolvidas se tornem imediatamente disponíveis e sejam aplicáveis em contextos com recursos limitados.

Esta crise originou uma intensa resposta da comunidade médica e científica, incluindo os setores público, privado e acadêmico, gerando uma mobilização notavelmente ágil para desenvolver novas terapias e vacinas, com o anúncio diário de novos estudos e resultados. É animador ver tantos de nossos parceiros de P&D se aliarem a esta luta.

Agora, toda a comunidade global precisa garantir que os frutos do progresso científico não fiquem restritos com base em geografia ou poder aquisitivo. Ou seja, é necessário firmar compromissos públicos e claros para garantir abordagens abertas e colaborativas que acelerem a P&D e facilitem o compartilhamento de conhecimentos e dados de pesquisas. Mais do que isso, é importante que se façam planos de comum acordo com antecedência especificamente para garantir a acessibilidade e equanimidade para todos.

Nós nos comprometemos a oferecer nossa experiência em P&D no interesse público e a trabalhar com todos aqueles que enfrentam esta pandemia para garantir que todos os pacientes – mesmo os mais pobres, vulneráveis e negligenciados – se beneficiem dos frutos da inovação médica.

A partir de hoje, seguindo diretrizes nacionais e internacionais, quase todos os escritórios da DNDi em todo o mundo fecharão as portas para reduzir a transmissão do coronavírus e ajudar a “achatar a curva epidêmica”, e nossas equipes, com exceção dos funcionários essenciais para o funcionamento de nossos estudos clínicos, trabalharão de casa. 

Cuidem-se, por favor.

Com os melhores desejos,

Dr. Bernard Pécoul
Diretor executivo
DNDi