Nota técnica da DNDi para PCDT da doença de Chagas 2018

A Iniciativa Medicamentos para Doenças Negligenciadas (DNDi, sigla em inglês de Drugs for Neglected Diseases initiative) é uma organização global sem fins lucrativos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D). Em colaboração com parceiros públicos e privados, a DNDi trabalha para fornecer tratamentos seguros, eficazes e acessíveis para populações negligenciadas pelo atual sistema de inovação em saúde. […]

Superando a negligência da doença de Chagas

Em meio as montanhas, florestas e campos dos Andes Centrais da Colômbia, encontram-se comunidades pequenas e remotas onde a doença de Chagas ainda causa grande impacto. Mais de 400.000 colombianos vivem com este parasita assassino, e mais de um em cada quatro deles sofre de cardiopatia chagásica.

E-News Março 2018: Atualização dos projetos de leishmanioses

Três novas entidades químicas entraram em desenvolvimento pré-clínico, totalizando seis novos compostos que avançam no portfólio para a leishmaniose. Destes, dois já foram indicados como candidatos clínicos para avançar até a Fase I de pesquisa. O primeiro paciente foi recrutado na Índia nos estudos de Fase II para testar novas terapias para a leishmaniose dérmica pós-calazar (PKDL), ao mesmo tempo que centros clínicos estavam sendo preparados em Bangladesh e no Sudão. Um centro foi aberto no Sudão para o estudo de Fase III com o objetivo de testar uma nova terapia combinada para leishmaniose na África. Na América Latina, houve avanços importantes no estudo de Fase II sobre novas terapias combinadas para a leishmaniose cutânea.

E-News Março 2018: Atualização dos projetos de doença de Chagas

Dois estudos de Fase II estão em andamento. O estudo na Bolívia sobre benznidazol para o tratamento aprimorado da doença de Chagas crônica indeterminada completou o recrutamento de pacientes no final de 2017, e o estudo na Espanha está nas fases iniciais de recrutamento de pacientes para avaliar o fexinidazol no tratamento de Chagas. Um projeto piloto para aumentar o acesso ao diagnóstico e tratamento de Chagas em cinco comunidades endêmicas na Colômbia mostrou resultados preliminares excelentes e divulgará resultados de um ano em meados de 2018. Também em 2018, a DNDi e a Fundação Mundo Sano lançam uma nova Referência de Acesso Regional para a Doença de Chagas, que orientará o trabalho programado com parceiros na Guatemala.

Cúpula de Doenças Negligenciadas 2017

NTD Summit 2017: este (ainda) não é o fim do jogo

A recente Cúpula de DTNs (Doenças Tropicais Negligenciadas) em Genebra foi realizada para celebrar os progressos alcançados desde a Declaração de Londres de 2012, quando governos, empresas farmacêuticas e outras partes interessadas em doenças tropicais negligenciadas fixaram o objetivo ambicioso de controlar ou eliminar 10 delas até 2020.

DNDi na Reunião de Parceiros para Doenças Negligenciadas

Declaração de Bernard Pécoul na Reunião Global de Parceiros para as Doenças Tropicais Negligenciadas

 

A criação da Iniciativa Medicamentos para Doenças Negligenciadas (DNDi) em 2003, como a de outras parcerias para desenvolvimento de produtos, foi a afirmação de um consenso: para doenças onde não existem incentivos comerciais para desenvolver novas ferramentas de diagnóstico, medicamentos ou vacinas, a pesquisa e o desenvolvimento só podem acontecer graças a modelos inovadores que reúnam parceiros públicos e privados.

E-News Fevereiro 2017: Atualização dos projetos de leishmanioses

O objetivo da DNDi é entregar:

  • Um tratamento oral, seguro, eficaz, de baixo custo e de curta duração para a leishmaniose visceral (LV)
  • Um novo tratamento para a leishmaniose dérmica pós-calazar (PKDL, na sua sigla em inglês), mais curto e mais bem tolerado que as opções atuais
  • Um novo regime de tratamento para pacientes co-infectados com HIV e LV
  • Um tratamento seguro, eficaz e de curta duração para a leishmaniose cutânea (LC)

E-News Fevereiro 2017: Atualização dos projetos de doença de Chagas

O objetivo da DNDi é disponibilizar:

  • Um novo regime de benznidazol em monoterapia para pacientes com doença de Chagas crônica
  • Um novo tratamento combinado de benznidazol e fosravuconazol para pacientes com doença de Chagas crônica
  • Um novo regime de fexinidazol em monoterapia para pacientes com doença de Chagas crônica
  • Uma nova entidade química a ser testada em ensaio clínico para o tratamento de pacientes com doença de Chagas crônica

Ponto de vista: precisamos garantir que os resultados de P&D sejam acessíveis aos pacientes

Graeme Bilbe, Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da DNDi

A primeira coisa que vem à mente é o avanço na doença do sono. Nós alcançamos um marco importante para DNDi com o fexinidazol, nossa primeira nova entidade química (NCE, do inglês New Chemical Entity) a passar por ensaios clínicos da fase II / III com êxito. Não só isso, apenas dois de um total de 390 pacientes não fizeram o acompanhamento.. Este é um resultado realmente incrível nas condições da vida real de execução de ensaios clínicos na República Democrática do Congo, meus cumprimentos às equipes clínicas por isso. E além do fexinidazol, temos outro medicamento oral, SCYX-7158, em ensaios de Fase II / III, então temos muita esperança.

Novo algoritmo-diagnóstico para Chagas na Colômbia

O projeto de implementação para a doença de Chagas na Colômbia avança. Depois de uma análise epidemiológica, os parceiros confirmaram a mudança no algoritmo diagnóstico para os projetos-piloto do país. Com o novo algoritmo, se confirmam os casos positivos para Chagas com uma prova de procedimento mais simples.

Carta do Encontro de Movimentos Sociais em Maceió

Pacientes e representantes de movimentos sociais organizaram o 1º Encontro Brasileiro de Movimentos Sociais de Luta Contra Doenças Negligenciadas, realizado durante o 52º Medtrop. No Encontro, foi criado um fórum para dar continuidade às discussões depois do Congresso e um manifesto em defesa do Sistema Único de Saúde.

Ponto de vista: Foco nos pacientes na resposta global à resistência anti-microbriana

Longe de ser uma fantasia apocalíptica, uma era pós-antibiótica na qual infecções comuns e pequenos ferimentos podem matar pessoas se tornou uma possibilidade muito real. Ultimamente, muitas manchetes vêm falado sobre ‘o fim da jornada’ dos antibióticos. O último caso que recebeu muita atenção, em maio deste ano, foi o de um paciente nos EUA que tinha uma bactéria resistente a antibióticos de último recurso.

Ponto de vista: Aproximando os pacientes do tratamento de Chagas

Pouco antes do final de 2015, o notório anúncio da aquisição dos direitos do benznidazol nos Estados Unidos (EUA) com a intenção de registro para obter um voucher de avaliação prioritária (PRV, na sigla em inglês) concedido pelo FDA, órgão americano equivalente à Anvisa responsável pela Administração de Alimentos e Medicamentos tem gerado inúmeros debates e, certamente, direciona a atenção mundial para a doença de Chagas. Esta conjuntura, apesar de todo alvoroço em torno do ex-CEO da KaloBios, expôs a dramática situação do acesso ao tratamento contra o parasita que mais mata nas Américas. Atualmente estima-se que 99% dos pacientes sofram com a falta de diagnóstico e assistência médica, segundo as recomendações da OPAS.

Tratamentos inovadores para as doenças mais negligenciadas: diversificar abordagens é necessário para expandir o portfólio de projetos com novas entidades químicas

Graeme Bilbe Abordando a falta de tratamentos adaptados para os pacientes que sofrem de doenças negligenciadas não é tarefa fácil. Estratégias iniciais de curto prazo da DNDi foram desenhadas para fornecer tratamentos melhorados mais rapidamente através de novas formulações ou combinações de medicamentos existentes e/ou melhores regimes de tratamento. Seis novos tratamentos foram entregues desde […]

E-News 2015: Leishmanioses

O parasita que causa a leishmaniose é transmitido pela picada de um mosquito. A leishmaniose é um grupo complexo de doenças com mais de um milhão de novos casos por ano e 350 milhões de pessoas que vivem em situação de risco em todo o mundo em 98 países. As formas mais comuns da doença […]