Novo consenso para tratamento de pacientes com Chagas

[Maceió, Alagoas – agosto de 2016]

Nova diretriz pode ajudar a retardar a progressão da doença, diminuir a chance de transmissão congênita, e qualificar de forma geral a atenção prestada às pessoas atingidas pela doença.
Após mais de uma década de expectativa será lançado em Maceió o Novo Consenso Brasileiro em Doença de Chagas durante o 52º Congresso Brasileiro de Medicina Tropical que acontece na capital de Alagoas de 21 a 24 de agosto. A atividade de lançamento ocorrerá no dia 22 de agosto pela manhã, em meio à abertura da XXXI Reunião Anual de Pesquisa Aplicada em Doença de Chagas & XIX Reunião de Pesquisa Aplicada em Leishmanioses, ChagasLeish 2016 – Compromissos da Ciência, Tecnologia e Inovação com o Sistema Único de Saúde.

DNDi, Mundo Sano e Chemo se unem para garantir acesso ao tratamento de Chagas nas Américas

[Kuala Lumpur e Genebra – 20 de setembro de 2017]
DNDi, Mundo Sano e Chemo se unem para registrar benznidazol nos Estados Unidos e América Latina.
Numa tentativa de reverter uma situação em que menos de 1% das pessoas com doença de Chagas têm acesso ao tratamento, a organização sem fins lucrativos para desenvolvimento de medicamentos DNDi (iniciativa Medicamentos para Doenças Negligenciadas), o laboratório farmacêutico Chemo Group e a fundação filantrópica Mundo Sano estabelecem um acordo formal de colaboração para incrementar o uso do benznidazol. O objetivo é tornar o benznidazol, medicamento essencial no tratamento de Chagas, financeiramente acessível, registrado em países afetados por essa doença fatal, incluindo os Estados Unidos. Se o laboratório Chemo conseguir uma revisão prioritária pelo FDA americano, se compromete a empregar metade da receita a ações que beneficiem pacientes portadores de doença de Chagas.

Consórcio internacional anuncia testes de tratamento de baixo custo para hepatite C

[Barcelona, Espanha – 13 de abril de 2016]
Combinação de ravidasvir e sofosbuvir com potencial para tratar todos os subtipos da doença e preço estimado em menos de US$300 será testada na Malásia e Tailândia.
A iniciativa Medicamentos para Doenças Negligenciadas (DNDi, pelas siglas em inglês de Drugs for Neglected Disease Iniciative) e o laboratório farmacêutico egípcio Pharco Pharmaceuticals assinam acordo para a realização de testes clínicos com objetivo de ampliar a oferta de medicamentos para hepatite C por menos de US$300.

DNDi lança novo plano de negócios

[Basileia, Suíça – 07 de setembro de 2015]
Iniciativa Medicamentos para Doenças Negligenciadas lança novo plano de negócios com foco em pacientes negligenciados.
Objetivo é desenvolver de 16 a 18 tratamentos para 10 doenças com investimento de 650 milhões de euros.

DNDi Recebe US$ 2,34 Milhões para Leishmanioses

[Genebra, Suíça – 2 de outubro de 2015]
O projeto foi batizado de “Iniciativa Global de Acesso e P&D em Leishmanioses”.
A iniciativa Medicamentos para Doenças Negligenciadas (DNDi) recebeu do novo fundo comum para Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), criado pelos Estados-Membros da Organização Mundial da Saúde (OMS) e administrado pelo Programa Especial para Pesquisa e Treinamento em Doenças Tropicais (TDR/OMS), uma verba de US$ 2,34 milhões para um projeto de P&D em grande escala voltado para as leishmanioses.

DNDi e quatro farmacêuticas japonesas lançam ‘Drug Discovery Booster’ para leishmaniose e Chagas

[Genebra, Suíça; Osaka e Tóquio, Japão; Londres, Reino Unido – 28 de maio de 2015]
Projeto de aceleração e ampliação de descoberta de novos medicamentos para duas doenças altamente negligenciadas: a leishmaniose e a doença de Chagas.
Com o Drug Discovery Booster, pela primeira vez, várias empresas se envolvem em um único projeto com a DNDi na abordagem de doenças tropicais negligenciadas, com apoio do Fundo Global de Inovação Tecnológica em Saúde, do Japão.

Rede Leish realiza seu Segundo Encontro na Colômbia

[Bogotá, Colôlmbia – 1 de julhio de 2015]
Rede de Pesquisadores e Colaboradores em Leishmanioses promove encontro na Colômbia.
A Rede de Pesquisadores e Colaboradores em Leishmanioses (Rede Leish) promoverá um encontro de investigação científica sobre a doença em Medelín, Colômbia, de 1 a 3 de julho. Além da representação do Brasil, este segundo Encontro da Rede Leish reunirá especialistas da Bolívia, Colômbia, Guatemala, México, Panamá, Peru e Venezuela.

MSF e DNDi propõem criação de fundo para inovações em saúde

[Genebra, Suíça, 11 de maio de 2015]
O objetivo do fundo e mecanismo de pesquisa e desenvolvimento biomédico é atender as necessidades urgentes mundiais em saúde.
Um grupo global de renomados especialistas em saúde, dentre eles integrantes das organizações Médicos Sem Fronteiras (MSF) e da iniciativa Medicamentos para Doenças Negligenciadas (DNDi), propõe a criação de um fundo e de um mecanismo que propicie a pesquisa e o desenvolvimento (P&D) em saúde com o objetivo de suprir deficiências mortais em inovações voltadas a doenças infecciosas como Ebola, resistência antimicrobiana e uma série de outras enfermidades atualmente negligenciadas pelo mercado farmacêutico.

Superando as barreiras de acesso ao diagnóstico e tratamento da doença de Chagas na Colômbia

[Bogotá, Colômbia – 23 de abril de 2015]
Ministério da Saúde e parceiros fazem recomendações visando superar barreiras para o acesso ao diagnóstico e tratamento da doença de Chagas na Colômbia.
Reunidos em Bogotá em um seminário internacional, especialistas da Colômbia e de outros países, representantes do Sistema de Previdência Social em Saúde, de gestão do conhecimento, da sociedade civil e de entidades de cooperação internacional discutiram passos para reformar e fortalecer propostas que assegurem o direito das pessoas afetadas pela doença de Chagas à saúde, assim como uma proposta de implementação de um projeto modelo em nível regional e nacional para o tratamento da enfermidade.

DNDi e Ruta N firmam acordo

[Rio de Janeiro e Medellín, Colômbia – 25 de novembro de 2014]
Firmada parceria estratégica para o desenvolvimento de terapias inovadoras imprescindíveis na América Latina contra doenças negligenciadas.
Ruta-N e DNDi assinaram uma aliança estratégica, com contribuição inicial de US$ 647,5 mil contra a leishmaniose, doença com mais de 64 mil novos casos em média por ano na América Latina, sendo mais de 60% no Brasil e na Colômbia.

Prêmio Finep 2014

[Rio de Janeiro, Brasil – 06 de novembro de 2014]
DNDi América Latina ganha Prêmio FINEP de Inovação em Tecnologia Social.
Instituição foi premiada por modelo inovador de cooperação para desenvolvimento de antimalárico no Brasil.

Estudo clínico Fase III é lançado para testar dois tratamentos para pacientes co-infectados com HIV e Leishmaniose Visceral

[Gondar, Etiópia e Genebra, Suíça – 6 de Outubro de 2014]
Estudo clínico Fase III é lançado para testar dois tratamentos para pacientes co-infectados com HIV e Leishmaniose Visceral.
O consórcio internacional de pesquisa e desenvolvimento AfriCoLeish, formado por seis organizações de pesquisa da África Oriental e da Europa, lançou um estudo clínico de Fase III para investigar a extrema dificuldade de tratamento  da leishmaniose visceral (VL) em pacientes que também são soropositivos. O estudo avaliará a eficácia e segurança de dois tratamentos: um tratamento combinado com AmBisome® e miltefosine e outro com apenas com o uso de AmBisome®.

Estudo clínico Fase III é lançado para testar dois tratamentos para pacientes co-infectados com HIV e Leishmaniose Visceral

[Gondar, Etiópia e Genebra, Suíça – 6 de Outubro de 2014]
Estudo clínico Fase III é lançado para testar dois tratamentos para pacientes co-infectados com HIV e Leishmaniose Visceral.
O consórcio internacional de pesquisa e desenvolvimento AfriCoLeish, formado por seis organizações de pesquisa da África Oriental e da Europa, lançou um estudo clínico de Fase III para investigar a extrema dificuldade de tratamento  da leishmaniose visceral (VL) em pacientes que também são soropositivos.

Fexinidazol estudado para a doença de Chagas

[Cidade do México, México – 12 de Agosto de 2014]
Candidato a medicamento contra a doença de Chagas é testado na Bolívia
Fase II do estudo clínico tem início para avaliar a segurança e a eficácia de um composto químico, o fexinidazol, em 140 pacientes adultos em fase crônica indeterminada da doença.

Coalizão Chagas por mais tratamento

[Cidade do México – 11 de agosto de 2014]
Em evento público no México, a Coalizão Global contra a Doença de Chagas incentiva o aumento do acesso ao diagnóstico e tratamento de pacientes com Chagas.
Das 8 milhões de pessoas infectadas em todo o mundo, 1 milhão são mexicanas. No Brasil, estima-se 1,9 milhão de pessoas com a doença.

Assembléia Mundial da Saúde

[Geneva, Suíça – 3 de junho de 2014]

DNDi saúda os progressos realizados na AMS para o financiamento e coordenação de P&D das necessidades de saúde em países em desenvolvimento.
Um consenso político geral e compromissos financeiros iniciais foram estabelecidos durante a Assembleia Mundial da Saúde (AMS), com o fim de firmar bases para a Pesquisa e Desenvolvimento liderada pelo setor público, bem como associar inovação e acesso às ferramentas essenciais de saúde em países em desenvolvimento.

Coalizão de Chagas

[Barcelona, Espanha – 6 de março de 2014]
Estudo clínico Apesar da disponibilidade da medicação, 99% da população que sofre da Doença de Chagas não tem acesso ao tratamento
Estima-se em de 10 milhões o número de pessoas infectadas

Resultados do estudo ‘E1224’

[Washington, DC, EUA – 14 de novembro 2013]
Pesquisa sobre novo medicamento contra a doença parasitária que mais mata nas Américas apresenta série de resultados e revela indícios que podem levar à melhoria de tratamentos
Primeiro estudo controlado com placebo em adultos com doença de Chagas crônica destaca a necessidade urgente de tratar milhões de pacientes em situação de risco.

Mundo Sano e DNDi Somam Forças para garantir Acesso a Tratamentos para Portadores de Chagas

[11 de novembro de 2013]
Assinado um convênio estratégico para garantir fonte alternativa da formulação pediátrica do benznidazol necessária para milhões de crianças carentes de tratamento.
A Fundação Mundo Sano e a iniciativa Medicamentos para Doenças Negligenciadas (DNDi, na sigla em inglês) firmaram hoje um extenso convênio para garantir uma fundamental fonte alternativa do medicamento benznidazol para crianças portadoras da doença de Chagas. Da  produção do medicamento à garantia de acesso para os pacientes, o acordo une as duas organizações sem fins lucrativos, atuantes em advocacy e pesquisa e desenvolvimento (P&D) de medicamentos, em um esforço conjunto com o intuito de preencher lacunas no tratamento de pacientes portadores da doença de Chagas em todo o mundo.

Desenvolvimento de novos medicamentos para doenças negligenciadas ainda enfrenta falhas fatais

[Genebra, Suíça – 24 de outubro de 2013]

Estudo sobre P&D em doenças negligenciadas na última década é publicado na ‘The Lancet Global Health’
Novo estudo revela que apesar de progressos apenas 4% dos novos medicamentos e vacinas aprovados entre 2000 e 2011 foram para doenças negligenciadas, revelando que o “desequilíbrio fatal” no desenvolvimento de novos tratamentos para pacientes negligenciados persiste.