Além do desenvolvimento de novos medicamentos para a doença de Chagas, a DNDi se dedica também a fortalecer capacidades no setor de pesquisas de uma série de países endêmicos. Nossa principal iniciativa nessa área é a Plataforma de Pesquisa Clínica em doença de Chagas, criada em 2009, que hoje conta com aproximadamente 400 membros de 150 instituições em 24 países pelo mundo. A função da Plataforma é promover o maior envolvimento de pesquisadores e instituições de países endêmicos para aprimorar todos os estágios do trabalho de pesquisa e desenvolvimento para a doença de Chagas, da descoberta de fármacos à implementação.

A Plataforma busca potencializar sinergias dentro da comunidade clínica de Chagas para repensar as necessidades dos pacientes e implementar pesquisas colaborativas que beneficiem as pessoas afetadas pela doença.

Em 2010, a Plataforma exerceu um papel crucial na definição de um perfil de produto-alvo para um novo tratamento da doença de Chagas, que agora orienta a estratégia da DNDi e ajuda a moldar os esforços de pesquisa e desenvolvimento (P&D) realizados por outros pesquisadores da comunidade de Chagas. Os membros da Plataforma têm em comum seu compromisso com o fomento da inovação, o foco nas necessidades dos pacientes e a produção de evidências para subsidiar políticas de saúde pública e práticas clínicas.

A Plataforma Chagas também congrega uma rede transregional de centros de estudos clínicos e pesquisa de implementação, e desempenha um papel fundamental na identificação de necessidades emergentes, divulgando as informações mais atuais e novas ferramentas e práticas.


CCPR Newsletter Screenshot cover pageBoletim Informativo da Plataforma Chagas, Julho 2018

Português  

Español

English

Edições anteriores

 


Apoio: